.
.
.
.
.

sábado, 15 de dezembro de 2007

da mania de congeminar


convenceram-me a criar um blog
(a amanda e o francis, porque eu dou nome aos bois)
convenci-me a criar um blog.

não sei com que freqüência terei idéias fabulosas para postar aqui.
também não sei quanto tempo ele sobreviverá.
o fato é que eu congemino.
peguei essa mania ainda na infância (a despeito de não saber que congeminava). coisa de criança com quintal, livros, desenho animado e uma irmã mais nova.
hoje a coisa piorou um pouco, já que depois que a gente cresce pode se perder nos próprios pensamentos sem que as pessoas fiquem preocupadas em saber a razão de a menina estar num canto, com aquela cara.
agora dizem que sou estranha e pronto. acabou-se.
continuarei congeminando.


(acho que esse blog veio como uma resolução um pouquinho adiantada de fim de ano.)

2 comentários:

carmim disse...

congeminar pode ser muito perigoso.
andei congeminando muito uns tempos aí, sabe, e agora sou só dor.
dor e beleza.

é foda.

Renato disse...

Mayra!

Que coisa boa. Bem-vinda ao mundo dos blogs, ou como dizem os nossos patrícios portuguêses: a blogosfera!

Adorei o novo vocábulo. Não o conhecia. É uma palavra bem bonita. Lembra-me à germinição. Aquele processo que estudamos nas aulas de biologia, e que acontece alguns dias depois de colocarmos o feijão envolto no algodão úmido.

grato pelo aprendizado.