.
.
.
.
.

quarta-feira, 21 de maio de 2008

das coisas que a gente queria muito

que a gente tem que tomar cuidado quando o que se quer é quem se quer.
"tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas", sabe?
é uma verdade, muitas vezes incômoda, que persiste.
e, ainda assim, não dá pra se anular.
não se pode viver em função (apenas) de não magoar o outro (por favor, não entendam isso como um "magoe à vontade. a mayra disse que pode". primeiro porque eu não tenho moral pra isso. depois porque não pode e pronto).



"mesmo quando ele consegue o que ele quis
quando tem já não quer
acha alguma coisa nova na tv
e que não pode ter
deixa de gostar
larga a mão do que ele já tem
passa então a amar
tudo aquilo que não ganhou"


" Careful what you wish
You may regret it
Careful what you wish
You just might get it "