.
.
.
.
.

terça-feira, 25 de novembro de 2008

da música que me hipnotiza


meu primeiro contato com stone temple pilots foi... não me lembro qual foi, exatamente, a música.
eu sei que gostei dos caras.
primeiro por conta desse nome absurdo, o que constitui um atrativo pra mim. e obviamente, pela música, muitíssimo boa.

depois de um tempo gostando de stp, ganhei uma fita cassete, daquelas que a gente gravava pra agradar a alguém (uuh... é. do mesmo jeito que se pode fazer hoje com cds, dvds, o escambau) e essa fita continha, entre outras coisas, a minha canção favorita da banda de nome estranho, atlanta. é a última música do 4, álbum cuja capa é uma estrela branca sobre o fundo preto.
já ouvi perguntas e até críticas por gostar tanto de uma canção aparentemente bobinha, sem graça, ou qualquer que seja a adjetivação dada. o vocal arrastado do weiland me... me sei-lá-o-que!

a cena: mayra sentada na beirada de um colchão, no chão, de costas pra porta. abraçando os joelhos, olhando pra janela e balançando o corpo lentamente, para frente e para trás, enquanto canta baixinho atlanta, acompanhando o cd.
o comentário: "medo de você, sua autista!"
e eu, nem me tocando da estranheza/graça da situação.

a canção em questão é essa aqui. tá numa versão acústica, que é um pouco diferente da que eu tenho, e não deixa a desejar.
*e de quebra, pra quem não viu ainda que o youtube agora é widescreen (e é desde hoje à tarde, viu? que na última madrugada ele ainda tinha aquele formato cujo nome não sei).

eu tentei fazer um post menor, porque essa época do semestre eles costumam ficar gigantes, mas eu tenho uma memória cheia de coisinhas que se ligam e...

na época em que eu ganhei a fita, estava lendo um livro chamado "os sete", do andré vianco. como algumas pessoas sabem, eu sou psicótica e consigo ouvir a mesma música, cd, sei lá, infinitas vezes em intervalos bastante pequenos de tempo. pois bem, eu ouvia a fita o dia todo e ouvia especialmente o lado que terminava com atlanta. resultado: não há vez que eu escute a música sem me lembrar do livro.



vendo coisas do stp no fabuloso youtube vi que a despeito de não tê-los ouvido com frequência, ainda gosto demais. aqui tem wicked garden, wonderful, creep, sour girl e, pra não dizer que não me lembrei dela, plush. todas em versões tranquilinhas, porque eu tô super menininha hoje.

Um comentário:

CAROL SOUZA disse...

E eu que achava que era a única que conseguia ouvir a mesma música durante dias e dias sem intervalos e interrupções...
hehehehe...

Ps1: STP r0x!!!!
Ps2: Atlanta é linda sim!!! :D
Ps3: Adorei seu blog!!
Ps4: Chega de ps!

Saudade de vc, Mayra!!
Bjuuuu!
:****