.
.
.
.
.

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

das mulheres do Vinicius



Sentia-se, às vezes, uma daquelas mulheres do Vinicius de Moraes. Os elogios à sua aparência eram diretamente proporcionais ao peso que sentia no peito. Talvez soubesse disfarçar o suficiente para que ninguém percebesse nada; talvez a tristeza lhe caísse bem, mesmo.



Se não é como amar uma mulher só linda
E daí? Uma mulher tem que ter
Qualquer coisa além de beleza
Qualquer coisa de triste
Qualquer coisa que chora
Qualquer coisa que sente saudade
Um molejo de amor machucado
Uma beleza que vem da tristeza
De se saber mulher


Não me entendam mal: eu NÃO concordo com essa visão de porco machista.
Agradeço a compreensão. ")

2 comentários:

Velvet Lovett disse...

pq acha que ninguem gostou do seu post?

rsrs

to te seguindo no twitter... bjin

ótima noite

Joyce Pfrimer disse...

ahhh!!! mas não acho machista...
acho bonito...sera q eu sou machista e nao to sabendo? hehe!