.
.
.
.
.

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

das coisas que aparecem no lugar do sono


Madrugada insone e monte de coisas na cabeça.
Daqui a uma semana estarei em São Paulo. Conhecer gente de quem já gosto, ainda que só conheça pela internet e rever cara amiga que há algum tempo foi-se do cerrado.
Não que isso me deixe nervosa, já que medo de estrada, avião, caçamba de caminhão, carroça, ou moto nunca fizeram parte de mim. A próxima semana será atípica, sem trabalho, sem tanta preocupação, longe de problemas que têm me apurrinhado ferozmente e, veja bem, tô meio perdida. Tenho algumas certezas: vou comer um tal camarão que me devem há muito, devo conhecer a casa nova de uma pessoa nova e vou ver um show foda. Aliás, pelo menos dois shows fodas. Fora isso, tô pra jogo. Aceito sugestões e companhias.

E isso, só, anda me bastando por esses dias. É uma onda meio errada, eu sei, mas quando o problema é muito grande e a solução invariavelmente fere pessoas, eu faço o Belchior e fujo por um tempo. Qualquer desculpa vale: um amigo que precisa de mim, uma alergia maluca galopante que parece sinais de aliens me abduzindo aos poucos, um show na cidade que eu quero visitar desde sei lá quando. Ah, sim... e fugir sem dar desculpas também, que ter que se explicar já é suficientemente cansativo.

Daí hoje avisei a uma aluninha que não seria eu a professora dela na semana que vem. Ela me olhou com uns olhinhos quase tristes e perguntou um "Por queee?" quase lamurioso. Tudo quase. Mas foi bonitinho - até porque achar que uma criança não vai gostar da hipótese de não ter aula é querer demais. Geralmente saio da casa dela achando o dia bacana; é uma menininha doce, do tipo que eu quereria como minha filha, se um dia eu tivesse uma. E fiquei pensando na diferença que um professor pode fazer na vida de uma criança assim. Será que um dia ela vai falar pra um amigo: "Aos 11 anos eu tinha uma professora particular e um belo dia ela resolveu que nossas aulas seriam à beira da piscina, ou perto da grama, ou em qualquer lugar fora de casa. Não sei bem o porquê, mas parece que melhorei no colégio. Gostava dela."? E, realmente, desde que saímos da sala bonita e bem iluminada, apesar de fechada e um pouco abafada, as composições estão melhores. Ela parece tirar algum tipo de inspiração da área verde, sei lá. Mas é isso. Acho que eu queria fazer diferença na vida de uns gurizinhos, assim como alguns professores fizeram na minha. [Ou seria muita pretensão?]

E eu nem falei do meu aniversário!
Não foi falta de vontade, simplesmente não saiu, apesar dos 3 rascunhos que estão aqui. Ganhei uma festa brega que deveria ter sido surpresa, e não foi. E foi supimpa assim mesmo. A intenção das irmãs [ oi, Joycia! a Maysa não lê isso, mesmo, né?] foi a melhor e o esforço com a decoração jornalesca, genial!

Estilo é tudo. E vem de família.


Gente que eu achei que nunca mais fosse falar comigo apareceu e gente que andava sumida apareceu também. Amor é brega e eu senti falta de quem eu tinha certeza que iria, já que o primeiro deslize em relação ao segredo da festa foi um "Decidi ir pra festa da May", que eu ouvi pelo telefone alheio, sem querer. Maaas, estavam na COMEmoração ocorrida na pizzaria que tem um elefante no forno e isso quase supre a falta. Ganhei um juicer, o qual a moça da loja não queria vender, já que ela própria não gostaria de ganhar um. Eu gosto, oras! E um Sr.. Cabeça de Batata Indiana Jones! E camiseta com referência pop-geek. Que, ainda por cima, vem numa caixinha genial [oi? morro]. E presente que viajou meio país pra chegar até mim! E veio cheiroso. E com cartinha! Eu paro pra pensar e percebo que tô rodeada de gente boa, mesmo. Ainda que algumas estejam um pouco mais longe do que se imagine quando alguém diz "ao redor". É um diâmetro grande, mesmo.Justificar

A propósito, não sei se agradeci devidamente. Agradecimentos formais aos que lêem isso aqui.
E valem pra quem se manifestou de longe, comentou, apareceu.
Como já dizia Fábio Júnior: Briga-duu!


This includes the one that's always killing me sweetly.

9 comentários:

Tati disse...

Aiaiaiaiaiai.... Também vou prá SP dentro em breve [adoro esa expressão?]!!! Mesmo não tendo dado certo a gente ir na mesma data, ainda assim vai ser legal a gente ter mais isso em comum prá conversar sobre, depois. E eu nunca viajei de avião, minha mãe falou que tá torcendo prá sentar um moço bonito do meu lado prá mim fazer o Belchior e cantar: Foi por medo de avião / que eu peguei na sua mão, etc. Minha mãe fala cada coisa. u_u

E eu te contei que teu presente deu altos B.O., né? Mulherada do correio queria APREENDER, por que uma delas tinha todos menos o Scratch. Mereço! ahueaehuaehau...

E eu sou essa aew, que tá longe mas tá perto. Tamo aew na atividadsh, bora conhecer a Base Aérea de Marte, SEILÂNDIA e etc.

Amo você! ;o*

Toni Barros disse...

Ver a sua animação transforma em prazer o (mínimo) esforço de te buscar no aeroporto.

Se querem tanto ir à Base Aérea de Marte, sugiro o Bar Brahma Aeroclube, que fica lá mesmo. Quer dizer, não sei por que alguém preferiria o Bar Brahma Aeroclube ao Bar Brahma da esquina da Ipiranga com a São João, que é um lugar do qual vocês ouvem falar desde que nasceram. Mas vai saber o que se passa na cabecinha de vocês.

Cachorro de 3 pernas disse...

Po, eu já fiquei hospedada na base aerea do campo de marte (e não foi o de paris) - o lugar mais propício a ver assombrações ever! Mas aê, cadê meus créditos? A foto é minha, boa parte da superdecoração é também de minha autoria! ehehe E vc nem pra colocar a foto do "parabéns, arara" e da super geladeira classificada. :P

Cachorro de 3 pernas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francis Leech disse...

Até o Superman foge pra Fortaleza da Solidão de vez em quando.

Só não aceite doces de estranhos, ok?

Joyce Pfrimer disse...

que é q esse povo ta colocando na agua q todo mundo resolveu ir pra SP?
Eu to indo tb, mas dps do dia 15, mas vou por tempo indeterminado...acho q nao é a cidade mais indicada pra dar jeito na vida, mas to indo um pouco q fugida tb, fugindo da minha vida aqui (antes q vc pergunte! hehe!)! SP foi o lugar mais distante q eu consegui ir! hehe!

E sobre a festa..Vc merece! irmãs são pra essas coisas!
Tava achando bom demais pra ser verdade uma festa surpresa ser realmente surpresa! haha!
saudade de vc!

=*

Toni Barros disse...

OMG, mais uma em São Paulo!

Paula disse...

Moça!Eu sabia que o seu níver era em outubro, só não me recordava do dia.Mas nunca é tarde p\ desejar FELICIDADES né? :p
O seu níver foi bem light, já o meu...bem, o meu foi trash.Não sei o que está acontecendo,mas a cada ano eu perco o pouco do juízo que tenho.Quando eu chegar aos 70 anos, serei uma velhinha impossível (hihihihi)
P.S:Depois pergunta p\ Emiliano sobre o meu níver, ele que estava "consciente" saberá dizer melhor do que eu o q aconteceu.

Deise Duarte disse...

Eu adorei isso!!!
quero congeminar aqui, apesar de ter descoberto agora o signficado dessa palavra.
A vida mesmo corrida te parece boa. E festas de anievrsário surpresas (mesmo as que não nos surpreendem) são o que Há!
Vá na 25 de março por mim. Obrigada!