.
.
.
.
.

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

dos biscoitos maravilhosos



Eu tenho um amor por limão, sabe? Houve uma época em que colocávamos [minha irmã e eu] limão no caldo de feijão. Pode ser que fosse só pra rimar, o fato é que hoje só faço isso se ninguém estiver vendo.
Tal amor se extende a produtos de limão e, a não ser por algumas bizarrices, gosto de produtos limonados [oi?]. Aí, vejam bem, estava passando ali na Patrícia pra conferir qual seria minha vontade dessa vez [sim, porque sempre saio de lá com vontade de comer alguma coisa] e no meio da receita tinha um link, que deveria ser para ilustrar a forma de enrolar a massa, mas... Não consigo descrever o fascínio que essa receita me causou. Biscoito amanteigado de limão, que não precisa ser sovado, todinho feito na batedeira. Era a glória! Ou, pelo menos, meus punhos podres acharam isso. 
Hoje fui fazer alfajores e lembrei do biscoito de limão, que, OLHA, são provavelmente os melhores que já fiz. Quiçá os melhores que já comi. E são assim:


  •  150 g de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
  • 1 xícara de açúcar de confeiteiro
  • Raspas de 2 limões
  • 2 colheres [sopa] de suco de limão
  • 1 colher de extrato de baunilha [usei essência, porque... né? =( ]
  • 1 xícara + 3/4 + 2 colheres [sopa] de farinha de trigo [essa foi a medida mais estranha que já vi na vida]
  • 2 colheres [sopa] de amido de milho
  • 1/4 de colher [sopa] de sal coarse [seguinte: eu já tava preparando o biscoito e isso havia escapado à minha atenção. Pesquisinha rápida e vi que era uma vibe kosher, de grãos um pouco maiores e sem o iodo do sal de cozinha, o único sal que eu tinha em casa. Coloquei um pouquinho menos do que a receita pedia e parece não ter dado errado]


Coloque a manteiga e 2/3 do açúcar na tigela da batedeira e bata até virar um creme fofo e clarinho [eu recomendo misturar antes, pro açúcar não cobrir a cozinha toda. Adicione a baunilha, as raspas  e o suco de limão e bata novamente, até afofar de novo.
Misture em outra tigela a farinha, o amido de milho e o sal. Vá adicionando aos poucos à mistura na batedeira, sem parar de bater, até homogeneizar. 
Divida a massa em duas partes. Abra um pedaço de papel manteiga e, sobre cada um faça um rolinho que caiba dentro de um rolo de papel alumínio [oi, preguiça de converter medidas]. A massa deve ser enrolada no papel manteiga [do jeito que a Martha ensina lá no vídeo] e posteriormente alocada dentro do tubinho de papelão. Este deve ir para a geladeira e lá ficar por pelo menos uma hora. Idem para o outro rolo. [Eu estava sem papel-manteiga, o que dificultaria fazer o rolão, então dividi a massa em 4 pedaços e fiz cobrinhas mais finas, enrolei bem em filme plástico e levei à geladeira.]

Pré-aqueça o forno.

Tire os rolinhos das embalagens e corte-os em lindas rodelinhas de 0,5 cm de altura e coloque-os em forma [cobri com papel alumínio. Era muita coisa pra assar hoje e nem a pau que eu ia ficar lavando assadeira] e manda ver pro forno. [Deixei na temperatura mínima, porque é o meu jeitinho.]
Asse os biscoitinhos até que dourem levemente, por aproximadamente 13 minutos [os meus demoraram mais e eu os virei na forma, pra ficarem lindos dos dois lados]
Coloque num saco plástico limpo o restante do açúcar. Enquanto os biscoitos ainda estiverem mornos, coloque-os dentro do saco e sacuda levemente, para cobrí-los com o açúcar. Eu usei uma vasilha pra isso e foi tranquilo.





Segundo o site eles duram até duas semanas, se em recipiente bem fechado, mas eu DUVIDO que sobre algum até lá!


A malemolência e o balanço do balé do Simonal tomaram conta aqui. Achei muito adequado pra tão gostosas bolachinhas. =D



5 comentários:

Natalia Máximo disse...

Eu também sempre coloco limão em tudo. Teve uma época que eu sempre colocava limão no molho do macarrão e ficava uma delícia, pena que ninguém sabia apreciar essa maravilha =/ E esses biscoitos parecem incríveis!

Patricia Scarpin disse...

Ai, como vc escreve gostoso! Delícia de ler!
Eu sou totalmente limonada, uma coisa surreal. Estes meltaways da Martha são fantásticos, sim, já os fiz com o limão siciliano, hum!

Ah, sempre que vc vir coarse salt, kosher salt ou sea salt (às vezes aparece até a marca, Maldon), substitua por sal comum sempre usando metade da quantidade indicada na receita.

Beijo, querida!

Tati disse...

Tive uma fase revolts, na adolescência (claro!), em que detestava limão. Agora, adoro! E este post, com este texto tão gostoso, essas músicas refrescantes e essa foto ilustrativa tão cheia de sabor. Nham nham! Amei!

Swdezerbelles disse...

Nada melhor do que limão. Amo demais!

Alana Ávila disse...

não harmonizo com papel manteiga e esperar o negocin ficar na geladeira.
nem sei porque, mas não é de mim.
namorado adora limão, sei fazer bolo de limão *-*
e musse de limão :D
êeeeeee!