.
.
.
.
.

quinta-feira, 30 de outubro de 2008

de ter nada a ver com nada


a lastfm (ou seria meu computador?) tem um sensor de humor
(ficou parecendo "senso de humor", né? a last não tem senso, não. tem sensor. em compensação, aquela sorte do dia do orkut me faz ter certeza da ironia do seu orkut. senso de humor).
eu ouço coisas lá praticamente todos os dias e ela quase sempre joga, já de cara, o que eu queria ouvir.
enquanto isso tá relampeando ("tá relampiano, cadê nenê? tá vendendo drops no sinal pra alguém...") lá fora. seria a (santa) chuva chegando? (sempre que eu falo em chuva, especialmente nessa época do ano, enquanto ela ainda não chegou, me lembro da música do camelo, normalmente na voz da maria rita. é por isso que sempre coloco o "santa" junto com a chuva. e vejam que bacana é a last: começou agora - agora, mesmo - a tocar uma música chamada "storm". que coisa, não?)
esse cerrado (eu adoro o cerrado, luiz felipe! - posso te chamar de luiz? ou de felipe? nome composto assim me soa tão formal! - acho linda a mudança do marrom pro verde, gosto das árvores tortas e pra mim o fato de algumas sementes precisarem pegar fogo pra germinar é uma metáfora incrivelmente bonita. e real. mas daí a me chamar de "nova cora", ó... tá longe demais! =P ) tá precisando chover. já que outras coisas chovem sempre. eu mesma andei chovida esses dias. acordo com a chuva na alma. mas nem pra umedecer os arredores ela serve.. tsc, tsc.

falando em cerrado, eu fui a pirenópolis no domingo passado. e consegui, ninja que sou, um roxo na lateral externa inferior do meu dedão do pé esquerdo. falaí, ninjisse total!

e ontem, quando me organizava pra estudar e escrever textos sérios e acadêmicos (?), ganhei uma visita. e uma visita quádrupla! e fui agraciada com alfajores havana! e ainda saí e gastei meu tempo com coisas mais divertidas que sentar na frente do computador e escrever um monte de abobrinhas! meus amigos são mesmo uma gracinha.

começou "cry freedom" do dave matthews. mas a last não é mesmo uma gracinha?



alguém podia me impedir de escrever essas coisas aleatórias.
aliás... eu podia abortar essa postagem agora.
se sair, é porque eu fui mais forte que eu.


enquanto eu pseudo-corrigia o texto, "sempre te quis", do paralamas.
hora dessas eu vou fazer uma narração musical do meu dia.
aguardem e confiem (ou não...)!

comecei a mexer na formatação do texto e o muse me veio com "new born". adoro.


"clocks", do coldplay, pra fechar o texto, que aliás, foi concluído com a supracitada chuva.
a santa chuva caiu. e me atrapalhou a ir pra prova. êee, murphy!


desse jeito eu não termino nunca! "angel", do dave. essa me mata de sei-lá-o-que toda vez que a ouço.

4 comentários:

carmim disse...

véi do céu, minha professora me presenteia (quando eu me comporto muito bem) com uns desses alfajores havana!

putaquepariu! é bom demais da conta!

carmim disse...

aqui, mayra. não pare de escrever coisas aleatórias. é o tipo de coisa que eu gosto de ler e escrever (e você também). tipo aqueles emails longos e desconexos que a gente tanto escreve. adoro.

Joyce Pfrimer disse...

Só tinha te visto tão aleatória comigo!!! haha!

É por isso que a gente se entende!
;)

Já te disse pra não confiar na sorte do orkut! hehe!

=P

quase disse...

Vixi, sabe q comigo eh o contrario? Ela nunca toca musicas q eu quero ouvir.. sempre acaba debandando prum estilo nada a ver.. =/

Happy Halloween!!! \o/

;*