.
.
.
.
.

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

das denominações interessantes


O itunes é mesmo uma coisa interessante.
Coloquei o Frusciante pra tocar [tô num momento super frusciante (parece adjetivo, mesmo...), o feio mais lindo do planeta]. No meio do audiodeliciamento, observei que dos 6 álbuns que tenho aqui, 5 são de 2004 (que inspiração é essa, minha gente? ou ele resolveu lançar todas as coisas da vida dele no mesmo ano?) e recebem as mais variadas denominações estilísticas do itunes. Algumas previsíveis como rock e alternativo, passáveis, tipo indie, eletrônica e other e ainda outras bastante inusitadas, como blues, e a fabulosíssima cosmic rock. Isso seria a música que cosmonautas ouvem no espaço? Ou música que se coloca pra viajar - no sentido psicotropicológico (?) do verbo?

Vamos aos links youtúbicos:
Song to sing when i'm lonely
The past recedes
Time tonight
Carvel
Lever Pulled
o de lambuja: how deep is your love?



Quase todos aí são montagens com fotos. Vale a pena ver os vídeos dele ao vivo, com aquele cabelo todo ensebado e... huhuhu
mente vazia, oficina do diabo, mesmo.
ainda bem que de vez em quando eu escrevo.

4 comentários:

Cachorro de 3 pernas disse...

Ai ai... o ócio imaginativo... o que eu não faria com aquele cabelo nojento do Frusciante...

Joyce Pfrimer disse...

é! o q eu não faria...lavaria talvez? hehe!

tiago araujo disse...

o itunes uma vez me decepcionou bastante.

depois de instala-lo, ele mudou toda a organização das pastas das minhas musicas.

virei o bicho.

desejei morte ate a 3a geração da apple.

até eu conhecer o iphone. ai passou.


kkkkk

Luiz Felipe Leal disse...

é. se vc escreve 'de vez em qdo' devo dizer da minha periodicidade ser o que?