.
.
.
.
.

sexta-feira, 10 de abril de 2009

de momentos e confusões


Engraçado como as coisas acontecem em momentos específicos.

Essa semana três pessoas disseram que ela era gentil e duas, que era inteligente. Até os pés foram elogiados. Pra quem ouve assim, de fora, parece bobo, mas fizeram bem ao ego que andava meio ferido.

Numa conversa com o primo supimpa, entrou o tema da sinceridade. Às vezes se confunde sinceridade com grosseria e gentileza com falta de pulso, ou de opinião. E confundem auto-conhecimento com petulância - erro comumente cometido por quem tem muitas dificuldades consigo mesmo. E no fim "a ignorância é uma bênção", mesmo. Pensa-se menos, logo tem-se menos crises e vive-se mais tranquilamente.

A pergunta que mata é: Compensa?








Fiquei pensando nessas coisas meio coincidência, meio nada. Chover sempre que se sai de blusa branca é coisa do Murphy, mas... e receber elogio nos dias em que a chuva tá dentro da gente, é coisa de quem?

7 comentários:

Cachorro de 3 pernas disse...

é coisa do demo...do demo. :P

Solin disse...

tenho um palpite: lei da atração. ai vc pensa: "mas eu não quis nenhum elogio. não esperava"

ai eu digo, de acordo com o palpite: sair de blusa branca na chuva... será que quis parecer uma nuvem??

nuvens são lindas *.*

Tati disse...

Mas o ser humano sobrevive de elogios! E não gosto de gente sincera demais. Acaba virando grosseria, beirando à prepotência. Algumas mentirinhas bem intencionadas não fazem mal a ninguém, pelo contrário. E espero que sua tristeza tenha passado, eu gosto tanto de você!


by the way, adorei essa: "sair de blusa branca na chuva... será que quis parecer uma nuvem??" Achei muito linda!

;o***

nathie disse...

Chuva no deserto é benção. Chuva por dentro quando a gente tá deserta, também. Só que às vezes a gente só consegue entender bem depois... coisa de quem, eu não sei, só sei que é assim.

Por sobreviver você congemina, por congeminar você vive, Tangerine! Confusão é coisa de bons congeminadores ;]

Joyce Pfrimer disse...

É coisa de quem eu não sei, o que eu sei é que eu morri por dois dias inteiros e eu perdi o feriado! Anti-alérgico não é de Deus!

Luiz Felipe Leal disse...

compensa. acho.

carmim disse...

amor e verdade.