.
.
.
.
.

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

dos anos


Talvez eu devesse ter alguma reflexão importantíssima acerca da vida. dos aniversários, da felicidade, da tristeza, das mudanças, mas esse ano, não. Esse ano eu nem percebi que o tempo passava, ao mesmo tempo em que ele passava rápido demais. Gente nova, novas oportunidades, novas formas de encarar coisas velhas e uma certeza só: não tenho mais certeza de nada, nada.