.
.
.
.
.

sexta-feira, 4 de março de 2011

dos popcakes


Eu não ia postar essa receita de hoje por conta das fotos, que ficaram uma bosta. Acontece que faço esse bolinho há muito tempo e nunca consegui colocá-la no blog. Geralmente o uso para fazer cupcakes, mas dessa vez fiz grandão, usando a forma que a Lilian, aquela linda, me deu de presente. Eu poderia ter feito metade da receita, porque cresceu tanto, que pegou na resistência no "teto do forno" e ficou com umas marquinhas, mas como ele foi desenformado, virei de cabeça pra baixo e ficou tudo de boa. Saí em desespero atrás de uma cobertura de iogurte. Achei umas, misturei as ondas e fiz a minha própria. Ficou bem gostosa e como é bem neutra, pode ser usada com outros bolos. A geleia apareceu depois, quando lembrei de que havia um pouco no freezer. 
Bom, a receita é uma variação do pão-de-ló que minha mãe faz desde sempre, adaptada ao meu recente vício por iogurte. Tem uns dois anos que coloco iogurte em tudo que eu acho que pode aceitá-lo. Pouca gente o rejeitou até o momento. O nome do bolo é PUPCAKE DA JULINHA, porque foi batizado num momento de bebedeira, na despedida de solteira da dita Júlia e isso deve ser explicação suficiente.


Vamos ao bolo:

5 ovos, separados;
2 potinhos [220 g] de iogurte de frutas vermelhas [o bolo aceita até 4 potinhos sem problema nenhum];
2 xícaras de farinha para bolos [para cada xícara de farinha, retire uma colher de sopa de trigo e acrescente uma de amido de milho] ;
2 xícaras de açúcar refinado;
2 colheres [sopa] de fermento em pó;
1 colher [sopa] de essência de baunilha.
100 mL de leite

Bata as claras em neve e reserve. Junte a farinha e o fermento e reserve também. Pré-aqueça o forno a 200 graus. Unte e enfarinhe
Bata as gemas, o iogurte, a baunilha e o açúcar até que ele se dissolva. Adicione aos poucos, ainda batendo, a farinha com o fermento e o leite. 
Transfira para a forma ou forminhas de muffin forradas com papel e leve ao forno por aproximadamente 40 minutos, até dourar. Faça o teste do palito.

Enquanto o bolo assa, vamos para a calda:
200 g de iogurte natural [usei desnatado];
90 g de açúcar refinado;
35 g de manteiga;
1 colher [sobremesa] de essência de baunilha;
1 colher [chá] de amido de milho;
1 colher [café] de raspas de limão;
1 gemas.
Misture tudo muito bem e leve a fogo baixo em uma panelinha de fundo grosso, mexendo sempre, até engrossar. Reserve. 

A geleia de cereja e morango é a mesma do cheesefake. Tão a mesma que eu simplesmente a descongelei. =)

Bolo assado, desenforme e coloque o creme de iogurte por cima e, depois, a geleia. Ou, como eu fiz, deixe as coberturas à parte - que o bolo é bem saboroso sozinho, mesmo.



   

Rende uma forma grande com furo no meio quase transbordando, ou uma forma retangular [20X40?] ou 25 cupcakes.
*Se você trocar o iogurte por 10 colheres de suco de laranja, fará a receita original. Se colocar iogurte natural, fica ótimo. Se dividir a massa e colocar 4 colheres de chocolate em pó na metade, bater e colocar delicadamente, fazendo desenhos, na massa branca, já na forma, um delicioso bolo mesclado. Se puser chocolate em tudo, já sabe. Suco de maracujá e limão também podem entrar no lugar da laranja. A criatividade pode ser muito bem usada aqui. :)



3 comentários:

Tati disse...

Eu acho que tudo na vida fica melhor com geléia de cereja. *_*

Letícia disse...

Essência de baunilha. Toda vez que passo no mercado e vejo a prateleira das essências, lembro de você. :P

Livia Holanda disse...

Nham.
Pôs aquela essência nova que sugeri?
Como público-alvo dos inventores de guloseimas do mundo, tenho que comprovar a existência disso aí...

:*